31 2138-2900
31 98455-2894





MAIS ALUNOS DA MEDICINA RETORNAM À PRÁTICA EM UNIDADES DE SAÚDE


Acadêmicos repõem aulas práticas do 6º período suspensas pela pandemia no semestre passado e atendem pacientes em Vespasiano e Lagoa Santa

 

Prof. Armando supervisiona atendimento a paciente feito por alunas da Medicina em Vespasiano

 

Enquanto ainda não há segurança para o retorno presencial de todos os alunos, a Faseh mantêm o ensino teórico virtual, mas retoma as aulas práticas, aos poucos. Na semana passada, os acadêmicos de Medicina começaram a repor as práticas do 6º período suspensas no semestre passado devido à pandemia.

Uma delas é de Clínica Cirúrgica realizada na Clínica-escola de Lagoa Santa e na Policlínica do Morro Alto. Às quintas-feiras de manhã, é na unidade de saúde da prefeitura de Vespasiano que os estudantes têm treinado pequenos procedimentos cirúrgicos, sob supervisão do professor Dr. Armando Monteiro.

 

A acadêmica Brenda Alves anestesia a paciente, sob supervisão do Prof. Armando Monteiro

 

Segurança no retorno

Nessa quinta (8), a Agência de Notícias registrou um dos atendimentos feitos pelas alunas Paula Braga, Marina Barcelos e Brenda Alves. Enquanto se preparavam, elas contaram como estão felizes em voltar às práticas, com a segurança dada pelas medidas adotadas pela Faseh, como a disponibilização completa de EPIs e o treinamento que receberam para prevenção de contágio pelo novo coronavírus.

“Todo mundo tá usando os EPIs e os pacientes passam por uma triagem, antes do atendimento. Se algum deles tiver algum sintoma, é encaminhado para algum centro de Covid e é reagendado. Não atendemos pacientes com sintomas de Covid. A faculdade deu muito suporte e eu estou muito segura!”, afirma Marina.

Para a acadêmica, as medidas adotadas pela Faseh foram acertadas. “Teve muitas faculdades que adiantaram e os alunos acabaram perdendo o semestre. Eu quero fazer o curso, sem perder nenhuma matéria, ir até o final, sem adiantar período. Aos poucos, está ajeitando tudo e, até lá (na formatura) vai dar tudo certinho!”, diz Marina

O primeiro caso atendido por elas, na manhã dessa quinta, foi o de Margareth Viana. A moradora de Vespasiano já havia sido atendida por alunos do professor Armando, em outra ocasião. “Eu fiz a cirurgia do meu dedinho que, por sinal, ficou muito boa!, afirma Margareth, mostrando o pé de que tirou um calo. Desta vez, foi para fazer avaliação de uma lesão, parecendo uma verruga, no rosto que queria tirar.

 

Via de mão dupla

Sobre o atendimento feito pela equipe de professores e alunos da Faseh, Margareth disse que é uma “via de mão dupla”. “Acho o máximo! Porque ajuda a gente e capacita eles também. Eu acho o maior barato essas meninas novinhas, tudo correndo atrás do objetivo delas, acho isso bacana!”

Depois da anamnese feita pelas alunas, o professor orientou que o procedimento cirúrgico fosse feito. E foi bem rápido. Durou  cerca de meia hora e a paciente saiu satisfeita. “Como tem que usar máscara, ninguém nem vai perceber que estou com curativo, acima da boca e não vou precisar explicar por que foi”, disse Margareth.

Espaço novo

 

Novo espaço de prática: ambulatório de procedimentos cirúrgicos na Clínica-escola de  Lagoa Sta

 

Os acadêmicos de Medicina da Faseh ganharam um espaço novo para a prática cirúrgica, na Clínica-escola de Lagoa Santa. O primeiro andar do prédio com vista para a Lagoa Central ganhou uma sala para pequenos procedimentos. A Agência de Notícias registrou a primeira aula, para alunas do 6º período, dada pelo professor Dr. Alexandre Pimenta.

As estudantes Izadora Resende e Luisa Bonjardim estavam felizes por estrear o laboratório de procedimento cirúrgico ambulatorial. ” A estrutura ficou muito boa. É gratificante! A gente estava ansiosa pra voltar à ativa”, afirmou Izadora. “Eu gostei demais do espaço, dos profissionais que trabalham aqui!”, contou Luisa .

 

 

Para ela, apesar do protocolo rigoroso de atendimento, das limitações para a prática e da paramentação com que terão que se acostumar, o retorno foi ótimo . “Foi o jeito que encontramos para voltar, tem que ser assim. Melhor do que não ter!”

“Está sendo um desafio para todo mundo, mas a gente está vendo uma adesão total dos alunos. Serve de aprendizado porque eles serão profissionais de saúde e, quando se fala em doença, o médico é o primeiro a estar disponível para atender de maneira segura e com qualidade”, atesta o professor Alexandre.

 

 

Ele conta que estão retomando as práticas nos atendimentos a um número menor de pacientes e espaçamento maior entre as consultas e procedimentos. “Mas a gente tem um espaço muito confortável, amplo, com vários consultórios e não há aglomeração”. 

Consultório na Clínica-escola de Lagoa Sta: amplo e seguro

 

Segundo o professor, ele, como diretor-técnico da unidade da Faseh em Lagoa Santa, se reuniu com o Comitê de Covid e a Prefeitura. “Foi feita toda uma organização, foi apresentado um plano de trabalho, das condições de segurança, triagem e procedimentos internos. Tudo aprovado para o retorno com segurança”.

 

 

 

 

 

 

 

RUA SÃO PAULO 958, Jardim Alterosa - VESPASIANO - MG CEP 33200-664
CONTATO 55 (31) 2138-2900